quinta-feira, 15 de junho de 2017

[Projeto BLC] Reações Literárias



     Partindo da ideia de que cada livro nos causa uma reação diferente, cada história proporciona uma nova sensação, o tema do mês de Junho do Projeto BLC - inspirado no mecanismo de reações do Facebook -, tem como objetivo listar sete livros, cada um de acordo com a reação que ele tenha causado. Confira:





Curti: "Lago dos Sonhos" - Kim Edwards



      Ao contrário da maior parte dos leitores de "O Guardião de Memórias", considero "Lago dos Sonhos" o melhor livro da autora Kim Edwards. Não sei explicar o motivo que me fez gostar tanto da história simples do romance. Talvez a determinação da personagem Lucy em descobrir o paradeiro de uma parente distante tenha sido o principal atrativo. Não foi um romance arrebatador, mas rendeu uma leitura leve, agradável e também marcada pela canção "Linger", da banda The Cranberries.




Amei: "Um Homem de Sorte"  - Nicholas Sparks



     Primeiro contato com a escrita de Nicholas Sparks, o livro "Um Homem de Sorte" é considerado por mim como a melhor obra do autor até hoje. É também o favorito entre todos que já li. A genialidade de Sparks em narrar a trajetória de Logan, que após ter sua vida salva por uma fotografia de Elizabeth, resolve devolvê-la à mulher e se apaixona pela mesma ao encontrá-la, é admirável. Não esperava que um livro comprado por impulso - sem nem mesmo ter conhecido a sinopse - pudesse agradar tanto.


Gratidão: "Esmeralda" - Zibia Gasparetto



     A leitura do romance "Esmeralda", escrito por Zibia Gasparetto, proporcionou profundo aprendizado acerca da vida e também sobre as pessoas. Após sua leitura, pude constatar o quanto é importante confiarmos na vida; naquilo que Deus, em toda sua grandeza, planejou para cada um de nós. "Esmeralda" não é um livro religioso, mas pude reconhecer isso por meio de seus personagens, das suas ações, as consequências e o aprendizado que cada um deles vivencia ao longo da narrativa.




Uau: "Segredos e Mentiras" - Diane Chamberlain


     Uma surpresa a cada capítulo, "Segredos e Mentiras" possui trama que nunca antes tive a satisfação de acompanhar. E depois dele, não me recordo de ter lido outro livro que fosse tão impremeditável quanto. Para se ter uma ideia, concluí sua leitura em menos de três dias, pois, apesar de me controlar para não ler tudo de uma vez, não conseguia largar o livro. Até hoje não compreendo o motivo de não terem sido lançados outros livros da autora Diane Chamberlain, além de "Segredos e Mentiras" e "Perdas e Danos". 


Haha: "A Química" - Stephenie Meyer


      Quando soube do lançamento de "A Química", logo imaginei que o livro seria muito chato - e isso só de olhar a capa. Ao ler a sinopse, a sensação apenas aumentou. Comecei a prever as imensas descrições irrelevantes dos processos químicos, das fórmulas, etc. Ainda assim resolvi tentar. E fui surpreendido: "A Química" é Stephenie Meyer em sua melhor fórmula! O livro é repleto de personagens carismáticos, o enredo é extremamente empolgante e em nenhum momento fiquei entediado com a leitura. E o mais surpreendente foram as situações cômicas e os diálogos espirituosos dos personagens principais. Foi um livro que rendeu muitas risadas, além dos momentos de drama e ação também presentes na obra.



Triste: "Uma Curva no Tempo" - Dani Atkins


     Sim, até hoje "Uma Curva no Tempo" é o livro mais dilacerante que já li. Ao som da canção "Voltaria ao Começo", de Paula Fernandes, viajei pelo drama da personagem Rachel com interesse. Impressionado com a história pouco comum, fiquei envolvido e ansioso por saber que fim teria essa história e as explicações para seus mistérios. Creio que seja um dos poucos livros em que é quase impossível se colocar no lugar da protagonista.


Grr: "Ninfeias Negras" - Michel Bussi


      Uma grande perda de tempo. Essa foi a impressão que tive ao término da leitura de "Ninfeias Negras", escrito por Michel Bussi. É chato ter que dizer isso, mas é a realidade. Poucas vezes li um livro tão tedioso quanto esse. Chegar ao fim da leitura foi um grande desafio. Fiquei chateado com isso, pois "Ninfeias Negras" despertou muita curiosidade e me fez criar muitas expectativas, devido às inúmeras recomendações sobre ele. É um título que facilmente cairá no meu esquecimento...


     E aqui termina o desafio do mês de junho. Foi interessante analisar os livros por meio das sete reações, poder matar a saudade de algumas histórias, relembrar seus personagens. Compartilhar esse tipo de experiência é uma atividade gratificante.

Um comentário:

  1. Hey, Douglas!
    Nossa, que bacana ver o projeto indo pra frente sob seus olhos agora. E que tema legal o desse mês! Sério, arrasaram! Dos que você citou, li apenas "Uma Curva no Tempo". E realmente, que livro mais destruidor de corações é esse? rs. Marcante, triste, mais apaixonante.
    Ah, indiquei seu blog no prêmio Mistery Blogger Award. Espero que goste! http://entreumlivroe-outro.blogspot.com.br/2017/06/premio-mistery-blogger.html
    Mil beijokas.

    ResponderExcluir