sábado, 25 de fevereiro de 2017

[Lançamento] "Quando a Bela Domou a Fera", por Eloisa James

     Um dos lançamentos programados para o mês de Março na Editora Arqueiro é o romance "Quando a Bela Domou a Fera". O livro de Eloisa James é inspirado no conto de fadas clássico, "A Bela e a Fera", que está em evidência na mídia graças ao lançamento da nova versão da história, produzida pela Walt Disney Pictures e protagonizada pela atriz Emma Watson.

      Após a agradável leitura de "Enquanto Bela Dormia", da autora Elizabeth Blackwell, lançado também pela Arqueiro no ano passado, fiquei bastante animado em conferir "Quando a Bela Domou a Fera". A história é apenas inspirada no conto de fadas e, pelo que li até agora sobre o livro, não tem muito a ver com a história que já conhecemos, além da referência à história central do clássico. Mas acredito muito no potencial dessas releituras e tenho certeza que grandes histórias são capazes de se reinventarem, proporcionando novas experiências, conquistando os fãs e novos leitores.

     E mais: a editora também pretende lançar mais dois livros da autora com o mesmo tema: "A Duquesa Feia" e "Um Beijo à Meia-Noite".

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Vale a Pena Ver de Novo no Viva: "Por Amor"!

No Canal Viva, a trama do rapaz que luta para provar a inocência de seu pai será substituída pela história de uma mãe que abre mão da própria felicidade por amor à sua filha.    

     Um dos melhores trabalhos do autor Manoel Carlos, "Por Amor" é uma das próximas reprises do Viva, que terá a missão de substituir "Pai Herói", o clássico de Janete Clair, na faixa de 23h30.

     "Por Amor" foi uma das primeiras novelas a estrearem no Viva, junto com "Quatro Por Quatro" (1994) e "Vale Tudo" (1988), em 2010. Sim, esta será a segunda vez que a trama protagonizada por Regina Duarte será reapresentada no canal. A notícia, divulgada pelo próprio Viva recentemente, pegou a todos os seus espectadores de surpresa, positiva e negativamente. Para muitos, era certeza de que "Pátria Minha" (1994), de Gilberto Braga, seria a escolhida para substituir "Pai Herói", como foi noticiado por alguns sites ultimamente.

     Muitos torceram o nariz pelo fato de "Por Amor" já ter sido exibida no Viva. Concordo, mas devemos levar em conta que em 2010, quando o canal estreou, poucas pessoas possuíam TV por assinatura em suas residências. Portanto, boa parte do público de hoje não teve o privilégio de conferir a reprise. Mas devemos estar atentos para que o fato não vire hábito - pelo menos não por enquanto - , pois há muitas produções do gênero que ainda não tiveram oportunidade de serem reapresentadas por lá. Então Viva,  por ora, está perdoado (risos)!

     Mas de uma forma geral eu fiquei satisfeito com a notícia. "Por Amor" foi uma das primeiras novelas que assisti na vida e que pude rever, anos depois, no Vale a Pena Ver de Novo. Será interessante revê-la, e tenho certeza de que fará um enorme sucesso. Porém, confesso que, se pudesse escolher, daria uma chance para "Pátria Minha". Tenho muita curiosidade em conhecer a história polêmica de Gilberto Braga. Mas acho que algum dia talvez ela apareça pelo Viva. É só questão de tempo.

     "Por Amor" retorna em maio, assim como "Tieta", que entra no lugar de "A Gata Comeu". Já a substituta de "Torre de Babel", ainda é mistério. Há uma forte suspeita sobre "Fera Radical" (1988) e eu torço por isso. Mas, pelos acontecimentos recentes, é altamente recomendável não criar expectativas (risos).

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Sai a Gata, entra a Cabrita: "Tieta" será reprisada no Viva

      Em maio, a filha pródiga está de volta! "Tieta", uma das novelas de maior sucesso e repercussão da TV brasileira será reexibida a partir do mês de maio, no Canal Viva, substituindo "A Gata Comeu", às 15h30.

     Baseada no livro de Jorge Amado, "Tieta do Agreste", a novela foi escrita por Aguinaldo Silva, Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares. A direção geral é do saudoso Paulo Ubiratan.

     "Tieta" era uma das novelas mais pedidas pelos internautas nos perfis do Viva nas redes sociais. E foi com grande celebração que os fãs receberam o anúncio da reprise. A única parte ruim é que "A Gata Comeu" está terminando e vai deixar muita saudade. 

     Assisti "Tieta" em DVD e gostei bastante. Betty Faria está maravilhosa no papel da personagem-título. Outro grande destaque é a vilã Perpétua (Joana Fomm), responsável pelos momentos cômicos da novela. Não sou de gostar dos vilões, mas Perpétua é uma das minhas malvadas favoritas.

Além de infernizar a vida da irmã, Perpétua escondia um segredo em sua inseparável caixa branca (Foto: Bazilio Calazans/TV Globo)

domingo, 12 de fevereiro de 2017

[Lançamento] Nova edição de "Ninguém é de Ninguém", por Zibia Gasparetto

      Publicado pela primeira vez há quase duas décadas, o romance "Ninguém é de Ninguém", de Zibia Gasparetto e ditado por Lucius, ganha uma nova edição pela Vida & Consciência. Aliás, a editora, desde 2013 com "Esmeralda", vem relançando grandes sucessos da autora com nova capa e miolo. A prática, além de causar euforia nos fãs, também contribui para a conquista de novos leitores.

     Fiquei contente com a nova edição de "Ninguém é de Ninguém", pois considero-o um dos melhores e mais surpreendentes livros da autora. Inclusive, o romance merecia a nova edição há tempos.

     A nova edição me deixou tão empolgado que despertou a vontade de lê-lo novamente. Já se completaram pouco mais de cinco anos desde que o li pela primeira vez e desde então, curiosamente, não optei por uma nova leitura, como aconteceu com "Esmeralda", do qual eu, até agora, já li três vezes. Acho que já está mais do que na hora de inaugurar a sessão Vale a Pena Ler de Novo e reviver todas as emoções do romance.

     "Ninguém é de Ninguém" tem uma história forte, cujo tema principal é o ciúme. Através dele somos convidados a refletir sobre o verdadeiro significado do amor e a importância de possuir o equilíbrio necessário a fim de tornar as nossas relações cada vez mais harmoniosas.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

[Trilha Sonora] "Dia, Lugar e Hora" - Luan Santana

     Uma das minhas leituras mais recentes, o livro "O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida" superou as minhas expectativas, marcando positivamente. Kate Eberlen comprovou muito talento e criatividade numa história empolgante e arrebatadora. E minha experiência com o livro foi tão gratificante, que ele até ganhou uma "Trilha Sonora".

     "O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida" narra a trajetória de Tess e Gus, dois jovens que se encontram, por acaso (ou não), durante uma viagem à Itália. Tess pede que Gus fotografe ela e sua amiga e o encontro não passa disso. Ao longo da narrativa, quando cada um segue com sua vida, alguns "quase encontros" e desencontros acontecem entre os dois. E durante a leitura, o leitor se pergunta: "Será que os dois de fato se reencontrarão?". Tess e Gus foram feitos um para o outro e estão destinados a ficarem juntos. E a expectativa para que isso finalmente aconteça é o que motiva os leitores a prosseguir com a leitura.

     Mas o livro de Kate Eberlen não fica só nessa expectativa. Tanto a vida de Tess, quanto a de Gus - narradas em capítulos alternados, e em primeira pessoa -, evidenciam a grandiosidade da vida. Cada um deles segue em frente, com seus obstáculos a serem superados, suas dificuldades nas relações familiares, suas decisões perante seus sonhos, suas paixões e todo o resto. E o maior aprendizado que tive com a leitura foi reconhecer que aquilo que mais esperamos da vida tem momento certo para acontecer.

     E de forma curiosa, foi exatamente no final do livro, quando cheguei a essa conclusão, que ouvi pela primeira vez a canção "Dia, Lugar e Hora", que faz parte do álbum "1977", do cantor Luan Santana, lançado no ano passado. Fazendo uma correlação do livro com a música, percebemos que existem muitas coisas em comum entre os dois - tanto que, quando ouço a música lembro logo do livro. A canção também defende o pensamento de que, quando as coisas devem acontecer, quando chega a hora, não existe nada que possa impedir. Até mesmo os acontecimentos desastrosos, que nos deixam irritados, podem ser favoráveis para que algo de maravilhoso possa sobrevir.

      Interessante como dois meios tão diferentes - a música e o livro - podem contar uma mesma história sob uma outra visão, não é mesmo? Se você ainda não leu "O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida", não deixe de fazê-lo. E se quiser ouvir a música, é só assistir ao clipe oficial do cantor, que deixo aqui no final da postagem:



     E até a próxima!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

[Sinopse] "Novo Mundo", de Thereza Falcão e Alessandro Marson


     A nova produção do horário das seis da Rede Globo é responsabilidade de dois autores estreantes: Thereza Falcão e Alessandro Marson. Ambos foram colaboradores de João Emanuel Carneiro e da dupla Duca Rachid e Thelma Guedes, e agora terão a oportunidade de evidenciar seus talentos como autores titulares de "Novo Mundo".

     O Brasil de 1817 é o cenário da nova novela das seis. Com direção artística de Vinicius Coimbra, que dirigiu a novela "Liberdade, Liberdade" no ano passado, podemos esperar uma superprodução de qualidade esmerada. Aliás, Coimbra está se especializando em dirigir tramas de época. Além da novela das 23h, ele também dirigiu "Lado a Lado" (2012) e a minissérie "Ligações Perigosas" (2016). É praticamente um Herval Rossano da atualidade!

     "Novo Mundo" narrará a história de amor entre o jovem casal Joaquim Martinho e Anna Millman, interpretados por Chay Suede e Isabelle Drummond, que se conhecem durante a comitiva da Imperatriz Leopoldina (Letícia Colin). Saiba mais sobre essa históia:

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Projeto BLC: Carnaval dos Livros


     Mês de fevereiro é época de Carnaval. Uma festa que boa parte dos brasileiros apreciam. Há quem diga que o ano só começa depois do Carnaval... E para celebrar essa data, o Projeto BLC criou uma tag divertidíssima para os blogueiros: "Carnaval dos Livros". Além de entrar no clima da folia, também somos convidados a inserir personagens dos livros nesse bloco que só pode resultar em diversão. Confira:

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

[Lançamento] Nova edição de "Diário de Uma Paixão", por Nicholas Sparks

     Esse mês, no dia 08, a editora Arqueiro lança mais uma nova edição de um romance do autor Nicholas Sparks. E dessa vez, trata-se do primeiro livro escrito pelo autor: "Diário de Uma Paixão".

     O livro narra a emocionante história de amor do casal Noah e Allie que, separados no passado por uma série de obstáculos e mal-entendidos, se reencontram anos depois para, finalmente, viverem o amor que um sente pelo outro.

     Em 2004, o romance ganhou uma versão cinematográfica, estrelada pelos atores Ryan Gosling e Rachel McAdams.

     A primeira edição do livro "Diário de Uma Paixão" foi publicada no Brasil pela editora Novo Conceito. A primeira vez que o li, não consegui gostar dele como a maioria dos leitores. Na segunda leitura, percebi a grandiosidade da sua linda história, mas ainda assim considero menos empolgante, se comparado com outros títulos do autor.


segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Leituras do mês de Janeiro de 2017


     Retorno ao trabalho e falta de tempo (e um pouquinho de bloqueio na criatividade) foram os principais responsáveis pela pouca produtividade de resenhas no blog. Pensando nisso, e sem querer deixar de comentar os títulos, resolvi fazer uma postagem falando um pouco sobre cada livro que li no primeiro mês de 2017, que você pode conferir a seguir:

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

[Top 5] As Melhores Animações dos Estúdios Pixar


     Em 03 de fevereiro, o Estúdio de Animação da Pixar completa 31 anos de fundação. Criada por Steve Jobs, em seus primeiros anos a Pixar produziu alguns curta-metragens e comerciais, que renderam alguns prêmios. Em 1991, juntou-se à Disney com o acordo de produzir e distribuir pelo menos um filme de animação gerada por computador. E a parceria deu tão certo que logo vieram muitos outros filmes. No 20º aniversário, a Pixar foi comprada pela Walt Disney e até hoje são produzidos curtas e longas com a mesma qualidade e originalidade - características peculiares da empresa.

     Não me recordo do primeiro filme produzido pela Pixar que assisti, mas atualmente é o meu estúdio preferido do gênero. Celebrando a data de mais um aniversário da Pixar, listei os cinco melhores filmes produzidos por ela nesses anos. Confira na postagem e em seguida comente: Quais são os seus filmes preferidos da Pixar?

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

[Trilha Sonora] "You Can Rely On Me" - Jason Mraz

     Hoje, dia 1º de fevereiro é dia de celebrar o lançamento de um dos melhores livros que já conheci... Há exatamente 1 ano a editora Arqueiro publicava "A Garota Sem Passado", um suspense policial emocionante e surpreendente!

     Escrito pelo romancista e contista Michel Kardos, o romance apresentou uma história totalmente imprevisível e diferente de tudo que esperamos do gênero. Segundo o site oficial do autor, Kardos atualmente está trabalhando em um novo romance (publica, Arqueiro!!).

Trilha Sonora Internacional de
 "Totalmente Demais"
      Quando comecei a ler "A Garota Sem Passado", a gravadora Som Livre havia acabado de lançar a trilha sonora internacional da novela "Totalmente Demais". E apesar de detestar a novela, o meu apreço pelas músicas foi maior e resolvi conferir algumas faixas da trilha. O álbum era bacana, possuía algumas músicas que já conhecia, como por exemplo, a canção "Dreams" - Stylez Major Feat. Tony Sway - , que marcou a leitura de "Segredos e Mentiras" em janeiro do mesmo ano. E a grata surpresa da presença da belíssima canção "One", de Ed Sheeran.

     Mas entre essas, há uma canção que, toda vez que ouço, me faz lembrar da trama de "A Garota Sem Passado": trata-se de "You Can Rely On Me", de Jason Mraz. No geral, ela não combina muito com a história da protagonista Melanie, a letra está relacionada mais com uma relação de amor entre duas pessoas do que na busca da verdade sobre um passado nebuloso. Porém, há alguns trechos que condizem exatamente com as circunstâncias pelas quais Melanie se encontra.

     Ao descobrir que está grávida, Melanie chega à conclusão de que não quer que seu filho tenha a mesma vida que ela, sempre se escondendo e abrindo mão de certos prazeres da vida, como: ter amigos, ir a festas, usar a internet, etc. Melanie vive uma vida clandestina desde que seu pai, Ramsey Miller, assassinou sua mãe e quase a matou, quando tinha apenas 3 anos. Agora, Melanie, ou melhor, Meg, com o apoio de seu namorado, Phillip Connor, está disposta e dar um fim nessa história indo atrás de seu pai, antes que ele a encontre.
  Sabe que pode confiar em mim, não sabe? - disse Phillip.
     E é exatamente sobre esses aspectos da vida da personagem que alguns trechos de "You Can Rely On Me" se relacionam. As oscilações da vida, a forma como às vezes não conseguimos controlá-la e as difíceis decisões que somos obrigados a tomar sem pensar direito nas consequências diante de um futuro incerto são algumas das reflexões que podemos observar, tanto na música, quanto no livro. 

There's so much you wanna try 
That you haven't tried yet 
Hmm, I got your back through all of it (yes, I do)