segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

[Resenha] "Uma Curva no Tempo", por Dani Atkins

      Sabe quando você começa a ler um livro sem alguma expectativa e de repente ele te surpreende de forma inimaginável? Pois foi exatamente assim que aconteceu com o romance "Uma Curva no Tempo".

     Escrito por Dani Atkins, o livro foi lançado em maio, pela editora Arqueiro; e com o tempo, conquistou os leitores e se tornou um dos mais elogiados do ano.

      Apesar dos ótimos comentários a respeito dele, "Uma Curva no Tempo", de início, não despertou minha atenção. Acredito que o motivo seja a capa. Sinceramente, apesar de achar bonita, ela não me passou a credibilidade necessária que eu precisava para que me interessasse a lê-lo. Para se ter uma ideia, nem mesmo a sinopse eu me interessei em conhecer. E o título também não ajuda muito, não desperta interesse. A frase de subtítulo, "E se a vida lhe desse uma segunda chance?", é até atraente, mas não foi o suficiente.

     O motivo que me fez procurar informações sobre "Uma Curva no Tempo" foi o reduzido número de livros da lista dos que ainda pretendia ler. Percebendo que faltavam poucos títulos, decidi "garimpar" o site das editoras a fim de encontrar novos livros. E foi numa dessas buscas que li a sinopse de "Uma Curva no Tempo". E, enfim, fiquei interessado nessa história.

      O drama da protagonista Rachel é extremamente comovente. Saber que seu melhor amigo, Jimmy, se sacrificou para salvá-la em um acidente era devastador. E cinco anos após o acontecido, ela precisava lidar com fortes dores de cabeça e a doença de seu pai. Agora imagine a reação dela ao acordar, depois do desmaio durante a visita ao túmulo de Jimmy, e descobrir que tudo "mudara": Seu pai estava curado do câncer, ela estava noiva de seu ex-namorado, Matt, e Jimmy estava vivo! A princípio ela pensou que estivesse morta ou que estivesse sonhando; mas aos poucos percebeu que não era nem uma coisa, nem outra. Sem entender nada, Rachel fica desesperada por respostas, mas ao mesmo tempo ela se dá conta de que a vida que ela tem agora é muito melhor do que a que ela estava vivendo.

     Mesmo se tratando de uma história pouco comum, dessas que raramente se vê igual, iniciei a leitura sem grandes expectativas. Pelo que li da sinopse ousei até mesmo a tentar "adivinhar" o final da história.

     Mas tudo foi mudando conforme as linhas avançavam. A narrativa de Dani Atkins é tão envolvente, que em poucos minutos me vi familiarizado com cada um dos personagens e preso naquela história. A cada capítulo me via cada vez mais interessado na trama, sedento por descobrir como Rachel lidaria com as mudanças e se ela encontraria respostas para o que lhe estava acontecendo. Eu me vi tão empolgado com o livro, que terminei de lê-lo em pouco tempo.

     O final foi totalmente imprevisível pra mim. Não me agradou, mas quando olho para trás, percebo que foi o mais coerente, mesmo não acontecendo da forma como eu esperava (risos). E de um modo geral foi bastante simbólico, comovente e que, de tão surpreendente, serviu para coroar toda a trajetória de um romance memorável.

     E que venham outros títulos de Dani Atkins!
     

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Os Melhores do Ano - 2015


     E o ano de 2015 se despede. Então, é hora de fazer uma retrospectiva e avaliar o que mais se destacou pra mim nesse ano. Em quase todas as categorias relacionadas à teledramaturgia fiquei na dúvida entre "Verdades Secretas" e "Além do Tempo" - as melhores produções do ano -, mas a trama das seis acabou se sobressaindo na maior parte delas, na minha modesta opinião.

Abaixo você confere a lista do melhor de cada categoria:

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

[Sinopse] "Êta Mundo Bom!", por Walcyr Carrasco



      E Walcyr Carrasco mal se recuperou do estrondoso sucesso de "Verdades Secretas" e estará de volta com "Êta Mundo Bom!", nova novela das seis, que estreia no dia 18 de janeiro, substituindo a primorosa "Além do Tempo".

     A estreia de "Êta Mundo Bom!" será mais do que especial. Primeiro porque é o retorno do autor ao horário das seis, onde ele se consagrou com os sucessos "O Cravo e a Rosa" (2000), "Chocolate com Pimenta" (2003) e "Alma Gêmea" (2005). E também ele retoma a parceria com o diretor Jorge Fernando, com quem trabalhou em várias novelas. Será um grande reencontro, não só do autor e do diretor, mas também dos atores que já trabalharam com eles.

      De tudo que li sobre "Êta Mundo Bom!" já deu pra notar que será uma autêntica novela das seis, com todos os ingredientes e características do Walcyr. A saudade que "Além do Tempo" deixará com certeza será recompensada por essa comédia romântica irresistível.

     No elenco, Sérgio Guizé, Flávia Alessandra, Camila Queiroz, Klebber Toledo, Elizabeth Savala, Ary Fontoura, Priscila Fantin, Marco Nanini, entre outros.

Confira a sinopse:

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

[Sinopse] "Uma Curva no Tempo", por Dani Atkins

E se a vida lhe desse uma segunda chance?

      É impossível controlar o tempo, mas acho que a maioria das pessoas já desejou voltar atrás e fazer algo diferente, dirigir a vida de uma outra forma, ou por qualquer outro motivo.

     Em "Uma Curva no Tempo", a personagem Rachel Wiltshire daria tudo para voltar no tempo. Sentindo-se culpada pela morte de um amigo, vivendo sozinha em um apartamento e em um emprego sem nenhuma perspectiva, ela sente que sua vida está desmoronando.

     O romance, escrito por Dani Atkins, foi lançado em maio pela editora Arqueiro e apresenta uma história instigante, que incita os leitores a uma interessante reflexão sobre os mistérios do tempo.

domingo, 13 de dezembro de 2015

[Resenha] "Eu Te Darei o Sol", por Jandy Nelson

     Existem muitas histórias de irmãos gêmeos que disputam entre si. Só para citar algumas, temos: a novela "Mulheres de Areia" (1993), de Ivani Ribeiro; os romances "Duas Vidas, Dois Destinos" (2006), de Katherine Peterson; e "O Reverso da Medalha" (1982), de Sidney Sheldon e sua sequência, "A Senhora do Jogo" (2009), escrito por Tilly Bagshawe.

     Em meio a tantas histórias com o mesmo tema, me perguntei o motivo de "Eu Te Darei o Sol" ser tão elogiado e recomendado pelos leitores. O que essa história tem de diferente das demais? 

     Bem, pra começar, a narrativa do romance de Jandy Nelson é uma das mais diferentes que já li. Cada capítulo é narrado por um dos irmãos, que se revezam. E não é só isso; cada um deles narra os acontecimentos em épocas distintas. Noah conta tudo que aconteceu quando ele e sua irmã, Jude, tinham 13 anos; e ela narra os acontecimentos recentes, quando eles estão com 16 anos. No início da leitura eu fiquei um pouco perdido com esse recurso, mas conforme avancei, acabei me acostumando e achando genial, pois rendiam ótimos ganchos no final dos capítulos, me deixando ansioso pra saber o que aconteceria.

     Na primeira metade do livro, os capítulos narrados pelo personagem Noah me pareceram melhores, mais ágeis e agradáveis de ler. Mas na segunda metade do livro, quando alguns mal entendidos começaram a se desfazer, passei a apreciar os capítulos de Jude.

      Uma característica de "Eu Te Darei o Sol" que me surpreendeu muito foi a profundidade com que a autora apresenta seus personagens. Mesmo que a narrativa seja feita em primeira pessoa, ela conferiu características reais e personalidades singulares para cada personagem, por mais pequena que seja a participação dele no romance. Sem dúvidas, Jandy Nelson é uma grande conhecedora da alma humana e sua habilidade em esculpir personagens tão admiráveis comprova isso.

      Outro ponto positivo que devo destacar é a história. No mínimo é uma das mais bem desenvolvidas que tive a oportunidade de ler. No início da leitura de "Eu Te Darei o Sol", eu não imaginava o turbilhão de emoções e sensações pelo qual passaria diante de uma história tão bem intricada e imprevisível como essa.

     Por fim, acredito que levará bastante tempo até que eu leia outro livro tão grandioso como "Eu Te Darei o Sol". Mesmo não entrando pra minha lista de preferidos, ele marcou de uma forma muito positiva; com certeza merece todos os elogios que lhe são conferidos. 

domingo, 6 de dezembro de 2015

[Resenha] "Três Semanas Com Meu Irmão", por Nicholas Sparks e Micah Sparks

      Conhecer a vida do autor que mais admiro foi uma das experiências mais marcantes da minha vida. Em "Três Semanas com Meu Irmão", Nicholas Sparks e seu irmão, Micah Sparks, narram uma viagem que fizeram juntos ao redor do mundo, na qual visitaram lugares e paisagens extraordinárias.

     Mas, sem dúvidas, o grande atrativo de "Três Semanas com Meu Irmão" foi viajar pelas memórias da dupla, cuja narração é feita sob o ponto de vista do Nicholas. Cada capítulo é intercalado entre os registros da viagem em 2003 e de toda a história dos irmãos, desde a mais remota lembrança deles.

     Embora a viagem que os irmãos Sparks fizeram ao redor do mundo seja o acontecimento central do livro - que os inspirou a publicarem a biografia -, devo admitir que gostei mais de ler as memórias anteriores à viagem. Os momentos em que Nicholas narrava sobre os países e os lugares que eles visitaram pra mim eram tão maçantes - irrelevantes, desnecessários e facilmente esquecíveis também! - quanto os discursos sobre jarros e tigelas que eles eram obrigados a escutar na visita a alguns dos museus. O único ponto positivo da viagem e que se podia tirar proveito eram as reflexões que eles faziam sobre suas vidas e as experiências que passaram.

     Eu não imaginava que a vida de Nicholas Sparks tivesse sido tão difícil. Quem o conhece apenas pela mídia não faz nem ideia dos obstáculos que ele e seu irmão tiveram que passar. Essa foi uma das coisas que mais me surpreendeu na leitura.

     Se eu já admirava o Nicholas por suas histórias, após a leitura de "Três Semanas com Meu Irmão" passei a admirá-lo ainda mais. Foi muito interessante ter acesso aos acontecimentos na vida do autor que o inspirou em tantos excelentes romances. Além de uma biografia, o livro também é uma verdadeira lição de vida e superação.



Citação:


"Ao perseguir um sonho, você aprende muito sobre si mesmo. Aprende suas capacidades e limitações, o valor do trabalho duro e da perseverança"

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

[Sinopse] "Eu Te Darei o Sol", por Jandy Nelson

    Um dos livros mais elogiados do ano, "Eu te Darei o Sol" até o momento é também um dos mais bem avaliados no Skoob. Diante de tantas críticas positivas, iniciei a leitura desse romance escrito por Jandy Nelson e lançado pela editora Novo Conceito.

     O que mais me despertou interesse no livro foi o título e a capa; ambos são bastante autênticos. Além disso, a editora fez um ótimo trabalho de divulgação, pois a todo momento vi propagandas do livro nas redes sociais da Novo Conceito. Impossível passar despercebido. Agora é a hora de embarcar nessa história para descobrir se as expectativas serão superadas.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

[Sinopse] "Ligações Perigosas", de Manuela Dias


     "Ligações Perigosas" é a próxima minissérie da Globo, com estreia prevista para o dia 04 de janeiro. Trata-se de uma nova irreverente e provocante versão do clássico de Chordelos de Laclos, de 1782. O romance epistolar já ganhou onze adaptações no cinema.

     Anunciada como uma história de tirar o fôlego, "Ligações Perigosas" é escrita por Manuela Dias, com a supervisão de texto de Duca Rachid e direção de núcleo de Denise Saraceni. No elenco: Patrícia Pillar, Selton Mello, Alice Wegmann, Marjorie Estiano, Aracy Balabanian, entre outros.
      Confira a sinopse:


segunda-feira, 16 de novembro de 2015

[Sinopse] "Ela Confiou na Vida", por Zibia Gasparetto

      Confiar na vida nem sempre é uma tarefa fácil. Por mais que estejamos ligados à nossa fé, ao amor de Deus, quando o medo do futuro bate na nossa porta, sentimos vontade de desistir. Mas é preciso acreditar e prosseguir com esperança e determinação.

     O mais novo romance de Zibia Gasparetto, "Ela Confiou na Vida", nos fala exatamente sobre isso.

      Seu lançamento está marcado para o próximo dia 20 e assim como os demais livros da autora, promete grandes emoções. Enquanto isso, confira as informações e a sinopse:

domingo, 15 de novembro de 2015

[Resenha] "Noites de Tormenta", por Nicholas Sparks


     Superar os obstáculos da vida requer muita força e determinação. Ainda mais se os problemas do passado estiverem interferindo no presente. Fica difícil seguir em frente.
 
     No romance "Noites de Tormenta", por exemplo, dois personagens, Paul e Adrienne, se conhecem e estão vivendo momentos semelhantes na vida. Paul se separou da mulher e está prestes a ir para o Equador a fim de tentar se reaproximar do filho. Durante toda a vida, Paul sempre foi um pai ausente e isso deixou mágoas profundas em seu filho, Mark. Já Adrienne está com a autoestima abalada e desiludida com o amor, após seu marido trocá-la por uma mulher bem mais jovem. Para ajudar uma amiga, Adrienne aceita tomar conta de uma pousada em Rodanthe durante um fim de semana que promete uma tempestade muito forte. O único hóspede da pousada é Paul, que está ali apenas para conversar com o viúvo de uma paciente, que o culpa pela morte dela. O que Adrienne e Paul não imaginavam é que aquele fim de semana mudaria para sempre a vida dos dois.
 

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

[Trilha Sonora] "Photograph" - Ed Sheeran

      Inspiradora.
     Acho que é assim que posso classificar a música "Photograph", de Ed Sheeran. Ouvi essa canção pela primeira vez no dia 1º de junho e até hoje não ouvi outra que pudesse me impressionar tanto!

     Desde então, alguns meses se passaram e eu me perguntei o motivo de "Photograph" não fazer parte de alguma trilha sonora de novela. Por que uma música tão bonita ainda não havia sido descoberta para embalar o romance de algum personagem?

     Em meados de agosto, próximo à estreia da novela "A Regra do Jogo", descobri que a canção estaria na trilha sonora internacional da novela. Finalmente! A partir daí, passei a me perguntar: "Que casal será o felizardo a ter essa música sublime como tema?". A princípio pensei nos mocinhos, Tóia (Vanessa Giácomo) e Juliano (Cauã Reymond). Afinal, era o mais lógico; pra mim não havia outro casal mais adequado do que esse.

     No capítulo 48, intitulado "Adivinha quem voltou", exibido no dia 24 de outubro - um dos poucos capítulos que pude assistir -, descobri que a música era tema do casal Romero (Alexandre Nero) e Atena (Giovanna Antonelli)! Fiquei muito surpreso e quase decepcionado. Atena é considerada a vilã da novela, e Romero é uma incógnita. Como torcer para um casal tão louco assim? E como aceitar que uma música tão virtuosa seja tema de um casal tão ambíguo (risos)??

      Mas o que parecia incerto acabou se revelando apropriado. Na cena final do capítulo, o personagem Romero chega em seu apartamento e fica abalado ao pensar que Atena morreu. Ele pega um dos vestidos dela no armário e coloca em cima da cama e aspira seu perfume, aos prantos, relembrando os momentos em que eles passaram juntos. Mas, para a surpresa do ex-vereador, Atena aparece sorrateira, deita ao seu lado na cama e diz: "Não chora por mim não. Tô aqui. Tô aqui pro resto da sua vida!". Durante quase toda a cena, que durou cerca de três minutos, "Photograph" tocou ao fundo. Foi emocionante (assista a cena, clicando aqui)!


     A cena que eu citei acima foi tão bem executada, dirigida e produzida, que até comecei a apreciar o casal. Espero que até o final da novela os dois se regenerem e fiquem juntos; afinal, como a música-tema deles mesmo diz: "Amar pode curar". Embora não assista "A Regra do Jogo" todos os dias, acho que os dois se completam. 

     Alexandre Nero e Giovanna Antonelli já haviam revelado excelente química na novela "Salve Jorge" (2012), quando interpretaram o casal Stenio e Helô. Agora parecem repetir a façanha, conquistando o público e ganhando torcida dos internautas com a tag #Romena.

Assista ao clipe da música "Photograph", no vídeo abaixo:

domingo, 1 de novembro de 2015

[Sinopse] "Depois de Tudo", de João Araújo



      Com direção de João Araújo, o filme "Depois de Tudo" estreia no dia 05 de novembro. O longa narra a amizade de dois rapazes que se apaixonam pela mesma mulher. A vida de cada um toma rumos diferentes; eles se distanciam, os anos se passam e o reencontro acontece, onde eles terão a oportunidade de resgatar memórias e sentimentos que estavam guardados.

     No elenco: Rômulo Estrela, César Cardadeiro, Maria Casadevall, Marcelo Serrado e Otávio Muller. Confira a sinopse e o trailer:

sábado, 31 de outubro de 2015

[Resenha] "Desaparecido Para Sempre", por Harlan Coben


     Em alguns casos, a verdade tem o poder de nos deixar extremamente abalados. E, ao mesmo tempo, ela também pode nos libertar. Ficar preso a uma ilusão ou uma grande dúvida é ainda mais doloroso. Em "Desaparecido Para Sempre", o protagonista Will Klein se vê diante de fatos nebulosos em relação a uma tragédia do passado que mexeu com a vida de todos os envolvidos. Consumido pela incerteza, Will decide ir atrás de toda a verdade, mesmo sabendo que isso poderá reabrir e causar novas feridas.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

[Sinopse] "Noites de Tormenta", por Nicholas Sparks

     Passar alguns dias tomando conta de uma pousada, na praia, durante uma forte tempestade não parece muito promissor, não é mesmo? Mas o que Adrienne Willis não esperava é que viveria momentos inesquecíveis.

     "Noites de Tormenta", de Nicholas Sparks é o lançamento mais recente da Editora Arqueiro. Publicado originalmente em 2002, o romance já havia sido lançado no Brasil, pela editora Novo Conceito, em 2008.

      No mesmo ano ganhou adaptação para o cinema, estrelada pelos atores Richard Gere e Diane Lane, nos papeis de Paul Flanner e Adrienne Willis, respectivamente.

sábado, 24 de outubro de 2015

"Além do Tempo" se supera em nova fase


      Não há nada que esteja tão bom que não possa melhorar, não é mesmo? "Além do Tempo" é um ótimo exemplo disso. Parece cedo para elogiar a novela das seis, já que a nova fase estreou há poucos dias, mas preciso ressaltar as qualidades dessa primorosa produção.

     Estava com muito receio da nova fase de "Além do Tempo". A ideia ousada da autora Elizabeth Jhin, de apresentar duas encarnações de seus personagens em épocas tão distintas, soava inusitada demais até mesmo para os dias de hoje. Principalmente pelo fato da primeira fase da história ter arrebatado o público, a ponto da emissora adiar a mudança por alguns capítulos.

     Mas ao mesmo tempo, essa viagem além dos séculos também era bastante atraente. Quem não ficou curioso para saber como seria a nova vida dos personagens de Campobello? Como seria o reencontro de todos eles? Só assistindo pra saber!

     E eu assisti. Fiz questão de conferir cada detalhe da "nova novela". E confesso que fiquei muito surpreso com tudo que vi até agora. Eu sabia que a qualidade de produção da novela continuaria a mesma, já que a equipe comandada pelo diretor Rogério Gomes é a melhor atualmente, mas não imaginava que eles fossem caprichar tanto assim! A produção da novela está impecável, uma peculiaridade que impressiona.

      Mas o que mais se destacou pra mim nessa nova etapa de "Além do Tempo" é a sua trama, que está melhor e ainda mais atraente que a anterior - sim, é possível. A forma como a autora tem conduzido a história é tão envolvente que nem sinto falta do clima do século XIX. E os personagens continuam muito bem desenvolvidos. De forma coerente, alguns tiveram suas características mudadas, mas o elenco primoroso faz um trabalho excepcional, transferindo carisma para seus personagens, mesmo em situações diferentes daquelas que nós aplaudimos anteriormente.

      Ainda temos cerca de três meses de novela pela frente, mas acredito que "Além do Tempo" continuará despertando a atenção do público. Tem muita coisa pra acontecer ainda. Lívia, Felipe, Melissa, Vitória, Emília, Pedro e os demais personagens ainda têm muitas contas pra acertar com essa nova oportunidade para corrigir os erros do passado.

Lívia (Alinne Moraes) e Felipe (Rafael Cardoso) têm uma nova chance para amar

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

[Trilha Sonora] "Coração Selvagem" - Ana Carolina

     Composta pelo cantor Belchior, a canção "Coração Selvagem", foi lançada originalmente por ele mesmo em 1977, para o disco de mesmo nome.

      Resgatada e interpretada por Ana Carolina, hoje a música faz parte da trilha sonora da novela "A Regra do Jogo", sendo o tema dos personagens Juliano (Cauã Reymond) e Tóia (Vanessa Giácomo), embora eu ainda não tenha visto a música tocar na novela. Até hoje só vi no vídeo de apresentação dos personagens - que você pode assistir aqui.

     Uma curiosidade em relação à música é que a canção teve um verso alterado - no original “coma um cachorro quente”, que se transformou em “depois do meu beijo quente”.

      Dona de uma voz bela e marcante, Ana Carolina já teve suas músicas presentes em mais de 20 novelas. "Coração Selvagem" pra mim é uma de suas melhores interpretações e já é uma das melhores canções nacionais desse ano. Confira o clipe:

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

[Sinopse] "Além do Tempo" - 2ª fase -, por Elizabeth Jhin


      A atual fase de "Além do Tempo", com todos os requintes do final do século XIX, está chegando ao fim. Dessa forma, duas sensações tomam conta do público: a primeira é uma saudade prévia dessa primeira fase. Vai ser difícil desapegar desse clima maravilhoso que só as novelas de época proporcionam. E a segunda sensação é um certo receio com relação à mudança de tempo. Será que os "novos" personagens, as "novas" tramas serão tão irresistíveis e envolventes? Será que se passando em 2015, "Além do Tempo" irá manter essa essência de um delicioso folhetim tradicional?

     Todas essas indagações só serão respondidas na próxima semana, quando acontecer a grande transformação na novela de Elizabeth Jhin. Mas uma coisa eu tenho certeza: a qualidade da produção será a mesma! Um dos inúmeros triunfos da novela é a direção de núcleo de Rogério Gomes. Atualmente considero-o como o melhor diretor da Globo. Em todas as novelas que dirige, Papinha, como é conhecido, reúne uma equipe excelente, cujo resultado é uma produção impecável e arrebatadora. Um exemplo recente é a novela "Império", que até foi indicada ao Emmy Internacional, na categoria de Melhor Novela.

      Esse recurso de "duas novelas em uma" é bastante intrigante e inovador. Não sei se já aconteceu em outras novelas... Não me recordo, mas acredito que não. De qualquer forma vai ser muito interessante acompanhar a saga do amor de Felipe e Lívia numa nova embalagem.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

"Velho Chico", de Benedito Ruy Barbosa, é a próxima novela das nove!


      A Globo já decidiu a próxima novela das nove, que vai substituir "A Regra do Jogo". De Benedito Ruy Barbosa, "Velho Chico", com direção de Luiz Fernando Carvalho, promete emocionar os telespectadores com uma linda história de amor que se passa às margens do rio São Francisco. Já em fase de produção, as gravações da novela começam em janeiro e a previsão de estreia é para o primeiro semestre de 2016, provavelmente entre os meses de março e abril.

      Sobre a nova novela, o autor explicou:

"Com essa história, eu retomo uma discussão muito importante que é a relação do homem com a terra. E, nesse momento em que vemos tantos problemas com os nossos recursos naturais, acho importante abordar esse tema. Mas, antes de tudo, Velho Chico é uma história de amor. Cheia dos desencontros e paixões que movimentam todas as histórias de amor. Falaremos do amor dos ribeirinhos pelo São Francisco, seus encantamentos, sua beleza arrebatadora e comovente, mas também de suas mazelas sociais, seu abandono. É uma história que merece ser contada de mãos dadas com o Brasil real, suas fantasias, seus sonhos e uma imensa emoção. É nisso que eu acredito"

     "Velho Chico" estava prevista para ir ao ar na faixa das seis, mas, com o adiamento da novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, que iria ao ar após "A Regra do Jogo", a trama de Benedito foi escalada às pressas para o horário nobre.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

[Sinopse] "Desaparecido Para Sempre", por Harlan Coben

     "No fim, a mais desagradável das verdades, é preferível à mais bela mentira."

      "Desaparecido Para Sempre", de Harlan Coben, foi lançado no Brasil originalmente em 2009, pela editora Arqueiro. Em 2012 ganhou uma nova edição.

     Denso, avassalador e surpreendente, "Desaparecido Para Sempre" narra a trajetória de Will Klein, um rapaz que, diante de revelações e descobertas inconsistentes, está em busca de uma única coisa: a verdade.

sábado, 3 de outubro de 2015

[Resenha] "Você Está Sendo Vigiado", por Gregg Hurwitz


      Patrick Davis não imaginava que sua vida daria tantas voltas! Para quem tem uma bela esposa, uma casa em Hollywood e acaba de vender um roteiro a um grande estúdio de cinema, ao ver seu casamento entrar em crise, ser dispensado por sua agente e um ator mover, contra ele, um processo milionário, é desesperador, não é mesmo?

terça-feira, 29 de setembro de 2015

[Resenha] "Esmeralda", por Zibia Gasparetto



      Muitos são os obstáculos que uma grande história de amor pode enfrentar. Às vezes, a força do amor entre um casal não é o bastante para que eles possam se unir. Em "Esmeralda", romance de Zibia Gasparetto, a principal barreira que separa os protagonistas Esmeralda e Carlos são as diferenças sociais e os costumes da sociedade no século XIX.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Quem vai escrever a próxima novela das nove?


     Desde quando a Globo resolveu adiar, por questões estratégicas, a novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari - que substituiria "A Regra do Jogo" no horário -, uma dúvida consome os telespectadores: Quem vai escrever a próxima novela das nove?

     Silvio de Abreu, que é diretor de teledramaturgia da Globo, está avaliando as possíveis substitutas e, segundo informações de alguns sites, está dividido entre "Velho Chico", de Benedito Ruy Barbosa e a próxima novela de Glória Perez. Ambas já possuem produção em andamento, mas a possibilidade da novela de Benedito ir ao ar é ainda maior, pois já tem 18 capítulos prontos.

      Entre as opções, do meu ponto de vista, a escolha mais acertada seria a trama de Benedito Ruy Barbosa. Não só pelo fato de estar mais adiantada, mas também por sua temática. Há muito tempo que a Globo não brinda o público com uma novela rural no horário das nove. E o horário precisa sair do comodismo de novelas urbanas; dar um novo ar para a faixa, que vem preocupando a emissora com os baixos índices de audiência.

      Outro fator positivo à escolha é o sucesso recente da reprise de "O Rei do Gado" no Vale a Pena Ver de Novo. Para os dias de hoje, o sucesso e a repercussão da novela de 1996 - já reprisada em duas outras ocasiões -, é de admirar!

     Por isso, registro aqui minha torcida por "Velho Chico". Mesmo que não faça sucesso, já terá valido a pena sua exibição pelo fato de trazer um tema diferente para o horário nobre. Além disso, a trama contará com a direção de Luiz Fernando Carvalho, que retoma a parceria com Benedito. Os dois fizeram bonito em produções, como as novelas "Renascer" (1993), "O Rei do Gado" (1996) e "Meu Pedacinho de Chão" (2014).

      A decisão sobre a escolhida está prevista para esta semana.  

sábado, 26 de setembro de 2015

Audaciosa, "Verdades Secretas" chega ao fim com grande êxito


      Antes de "Verdades Secretas" começar eu estava bastante curioso para conferir quatro coisas: Drica Moraes como Carolina, após ela substituir Deborah Secco; o retorno de Marieta Severo às novelas depois de séculos interpretando a Dona Nenê em "A Grande Família"; Grazi Massafera em um papel diferente de tudo que ela já fez; e a estreia de Camila Queiroz.

      E a novela de Walcyr Carrasco, que terminou nesta sexta, 25, foi muito além e me surpreendeu positivamente. Além das atrizes citadas, quase todo o elenco se destacou na novela das onze. Foi um perfeito entrosamento entre direção, texto e elenco. Uma pena que não tenham lançado o CD da novela; a trilha sonora também foi um dos pontos positivos da trama.

     "Verdades Secretas" foi uma novela audaciosa. Abordou temas polêmicos, com histórias fortes e personagens bem desenvolvidos. Atuações marcantes e ganchos de tirar o fôlego contribuíram para o grande êxito da novela, que é considerada a melhor de 2015. E falando nisso, fiquei muito surpreso com o sucesso e a repercussão da novela! Na última semana, em qualquer rede social o assunto principal era o mesmo: "Verdades Secretas"! Pessoas que eu jurava que não assistiam a novela me surpreenderam ao compartilhar sua ansiedade diante da reta final. Não esperava! Algo parecido só aconteceu há três anos atrás, com o final de "Avenida Brasil". Porém, no caso de "Verdades Secretas" é ainda mais surpreendente por se tratar de um produto que é exibido em um horário que costumava ter pouca visibilidade.

    Embora eu tenha apreciado bastante a novela, ela não entra pra minha lista de preferidas. Mas torço para que ela tenha suas qualidades reconhecidas e conquiste todos os prêmios possíveis. A equipe merece!


domingo, 20 de setembro de 2015

[Trilha Sonora] "Pra Você" - Paula Fernandes

     Outra canção interpretada por Paula Fernandes que marcou a leitura do romance "Esmeralda", de Zibia Gasparetto, foi "Pra Você".

     Assim como "Pássaro de Fogo", a música composta por Paula Fernandes e Zezé di Camargo também combina muito com a trajetória da personagem-título.

     Quem já leu "Esmeralda" sabe o quanto a cigana se entrega de corpo e alma ao amor pelo fidalgo Carlos. O casal não consegue viver longe um do outro, apesar de todas as diferenças que os separam.

     Assim como a letra da música, Esmeralda quer ser tudo para Carlos: tudo que possa desafiar as leis da natureza; se entregar por inteira. Além disso, elementos da natureza, a música e a dança, tão bem relatados no livro e comuns nos costumes ciganos são descritos também na música. Talvez por essas coincidências essa canção também tenha marcado tanto o romance.


quinta-feira, 17 de setembro de 2015

[Trilha Sonora] "Sinônimos" - Zé Ramalho

     Uma das melhores novelas da atualidade (junto com "Verdades Secretas"), "Além do Tempo" é daquelas que por mais que se elogie, não se consegue expressar as inúmeras qualidades desse irresistível folhetim das seis.

     A trama de "Além do Tempo" é uma das mais belas que já vi. Elizabeth Jhin estava muito inspirada quando desenvolveu essa belíssima história, que somada com a direção sempre impecável de Rogério Gomes, se resulta em uma das melhores produções da Globo. Com características de uma novela tradicional, "Além do Tempo" expõe o sentimento que é a base de tudo, e que mais mexe com as pessoas: o amor. 

     Ah, o amor... Esse sentimento grandioso, que com toda sua imponência não se limita a nenhuma barreira. Às vezes, duas almas podem não ceder ao amor por diversas questões, mas o sentimento permanece dentro delas, incólume, esperando o tempo certo para se manifestar.


      E é que vem acontecendo com o casal principal de "Além do Tempo": Felipe (Rafael Cardoso) e Lívia (Alinne Moraes). Um amor aparentemente impossível que, para acontecer, precisará enfrentar muitas barreiras. Eles se amam intensamente, mas Felipe está comprometido com a vilã Melissa (Paolla Oliveira), cujo noivado é influenciado pela prepotente Condessa Vitória (Irene Ravache). E Lívia, além de descobrir que é neta da Condessa, sofre com as investidas de Pedro (Emílio Dantas), que não perde a esperança de conquistá-la.

      Toda boa história de amor precisa de uma trilha sonora. E a trama de Felipe e Lívia é embalada por "Sinônimos", interpretada por Zé Ramalho. A belíssima canção casou-se perfeitamente com o drama dos personagens. E isso ocorreu de tal forma, que pra mim é impossível ouvir a música e não se lembrar deles. É aí que entendemos a importância de uma boa trilha sonora.

     PS: Com o sucesso da música como tema dos protagonistas, a Globo preparou um clipe exclusivo para o site da novela com cenas dos personagens ao som da música. Você pode assistir clicando aqui.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

[Sinopse] "Você Está Sendo Vigiado", por Gregg Hurwitz

     Num jogo de vida ou morte, a saída é usar as mesmas armas que seus inimigos      

      Independente de sua dimensão, os sonhos movem as pessoas. Movidos por nossos talentos e anseios, todos nós traçamos um objetivo na vida e só nos sentimos felizes e realizados quando o concretizamos.

      Mas para Patrick Davis, o sonho de se tornar um grande cineasta acaba se transformando num pesadelo.

     No romance "Você Está Sendo Vigiado", o autor Gregg Hurwitz apresenta uma trama cheia de mistérios, surpresas e grandes reviravoltas.

domingo, 13 de setembro de 2015

[Resenha] "Que Falta Você me Faz", por Harlan Coben

                
      Nos assuntos do coração, algumas pessoas não sabem lidar com a solidão e recorrem às redes sociais como um meio para encontrarem alguém que possa preencher esse vazio. Como acontece no mundo real, o mundo virtual está repleto de ameaças, onde pessoas mal intencionadas se aproveitam da vulnerabilidade de outras para cometerem diversas atrocidades. Em "Que Falta Você me Faz", o autor Harlan Coben retrata esse assunto com bastante sensibilidade e realismo.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

[Sinopse] "Reza a Lenda", por Homero Olivetto


     Com estreia prevista para janeiro de 2016, o filme "Reza a Lenda" promete muitas cenas de ação no sertão nordestino. A direção é de Homero Olivetto, em seu primeiro longa.

       Cauã Reymond, Sophie Charlotte, Humberto Martins e Jesuíta Barbosa são alguns nomes do elenco. Confira a sinopse e o teaser:

terça-feira, 1 de setembro de 2015

DVD da novela "Rainha da Sucata" chega às lojas

      Ela transformou sucata em dinheiro e comprou o amor de sua vida.

     "Rainha da Sucata" foi um grande sucesso do início da década de 90, escrita por Silvio de Abreu e dirigida por Jorge Fernando.

      Sempre tive muita curiosidade em assistir a essa novela e, por ser tão lembrada e elogiada pelas pessoas, acabei criando muitas expectativas em relação a ela. Mas na sua reprise no Viva percebi que não era bem o que eu imaginava. Talvez porque eu não seja muito fã do estilo de Silvio de Abreu, mas de qualquer forma valeu a pena ver Regina Duarte em uma personagem tão marcante como a Maria do Carmo.

     Nesses 25 anos, a novela protagonizada por Regina Duarte e Tony Ramos já foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo, em 1994 e também no Canal Viva, em 2013.

     Agora, é a vez de "Rainha da Sucata" ir para a sua casa, num box com 12 DVD's.





Sinopse


      Ambientada em São Paulo, a trama de Rainha da Sucata retrata o universo dos novos-ricos e da decadente elite paulista contrapondo duas personagens femininas, a emergente Maria do Carmo (Regina Duarte) e a socialite falida Laurinha Figueroa (Glória Menezes).

      Maria do Carmo enriquece com os negócios do pai, o vendedor de ferro-velho Onofre (Lima Duarte), e se torna uma bem-sucedida empresária, mas mantém os hábitos de seu passado humilde. Ela mora com o pai e a mãe, Neiva (Nicette Bruno), no bairro de Santana, na zona norte de São Paulo. 

      Apaixonada por Edu Figueroa (Tony Ramos), que a desprezara e humilhara na juventude, ela decide “comprá-lo”: propõe casar-se com ele para ajudar sua família, de origem tradicional, mas à beira da falência. Edu aceita a proposta, e a emergente, após o casamento, vai morar no casarão dos Figueroa, nos Jardins, sofisticado reduto da cidade. 

      Na nova casa, Maria do Carmo passa a viver um pesadelo por causa de Laurinha, madrasta de Edu, que é obcecada pelo enteado e faz tudo para conquistá-lo, não deixando a “sucateira” em paz.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

[Trilha Sonora] "Pássaro de Fogo" - Paula Fernandes

      Hoje, dia 28 de agosto, é aniversário da cantora que mais admiro: Paula Fernandes! Por isso, em sua homenagem, hoje comento um de seus grandes sucessos.

     Estou lendo pela terceira vez (sim, o livro é excelente) o romance "Esmeralda", de Zibia Gasparetto. A primeira vez que o li foi em 2011, justamente na época em que passei a gostar das músicas da Paula Fernandes. Tenho costume de ouvir músicas enquanto leio, por isso, algumas músicas marcam os livros. E a faixa "Pássaro de Fogo" marcou muito o livro "Esmeralda", pois eu escutava bastante essa música durante a leitura.

     Com o tempo, conforme os capítulos avançavam, percebi que a letra da música e a história do romance tinham muito em comum. E fiquei bastante surpreso com isso, era coincidência demais (ou não)! O trecho que mais descreve a história de "Esmeralda" é o seguinte:

Minha alma viajante
Coração independente
Por você corre perigo
Estou a fim dos teus segredos.
De tirar o teu sossego
Ser bem mais que um amigo
   
     Esmeralda, a protagonista do romance, é uma cigana que, junto com seu povo, viajava por todos os lugares. Em uma de suas paradas ela conheceu o amor com o jovem fidalgo Carlos. Esmeralda nunca se apaixonava por ninguém e, embora despertasse grandes paixões, não se importava com a dor de seus apaixonados. Mas ao conhecer Carlos, o jogo virou, ela se entregou de corpo e alma. E o casal viveu uma das histórias de amor mais intensas que já conheci. Esmeralda não imaginava que esse sentimento tão profundo arrastaria consigo o seu destino.

     Por ter marcado esse livro de uma forma tão positiva, considero "Pássaro de Fogo" como sua Trilha Sonora. Parabéns, Paulinha!

terça-feira, 25 de agosto de 2015

No clima de "A Regra do Jogo", revista Minha Novela produz capa criativa

     Acompanho a revista Minha Novela desde 2010 e a cada ano, entre uma edição e outra, a equipe comandada pelo redator-chefe e meu amigo, Jorge Luiz Brasil, sempre me surpreende. Dessa vez, na edição 834, fiquei surpreso com a capa produzida para anunciar a nova novela das nove, "A Regra do Jogo", que estreia na próxima segunda-feira, dia 31.

     Assim como no primeiro teaser da novela de João Emanuel Carneiro - dirigida por Amora Mautner - , a produção da revista utilizou um tabuleiro de xadrez com as fotos dos personagens, onde cada um ocupa o espaço com a cor correspondente ao seu perfil. Apenas o protagonista Romero (Alexandre Nero) ocupa as duas cores, pois sua verdadeira índole é um dos maiores mistérios da novela.

      Sem dúvidas essa capa foi uma ótima "jogada" da revista, um xeque-mate sobre as demais revistas do mesmo ramo. Só mesmo a mente brilhante do Jorge Luiz e sua excelente equipe para criarem uma capa tão bem produzida e criativa. Com certeza essa edição entrará para a história da revista!

      Quanto à "A Regra do Jogo", espero que supere as expectativas do público.

     E que comece o jogo!

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

[Sinopse] "Esmeralda", por Zibia Gasparetto


" ─ Não julgue o que não pode compreender. O amor precisa ser veículo de libertação, não de apego. Quem ama verdadeiramente aprende a respeitar a liberdade de escolha do ser amado."
     Os costumes do século XIX são as principais barreiras que uma intensa história de amor terá que enfrentar.

     Em "Esmeralda", um dos romances de maior sucesso de Zibia Gasparetto, publicado pela editora Vida & Consciência, o leitor é convidado a conhecer uma das mais marcantes histórias de amor da literatura brasileira, que vem conquistando as pessoas há 30 anos.

domingo, 16 de agosto de 2015

[Resenha] "Ame o que é Seu", por Emily Giffin


      A vida é como uma grande encruzilhada. Estamos sempre diante de vários caminhos, diversas opções. Desejamos sempre o melhor para nossas vidas, mas nem sempre fazemos a escolha certa. Às vezes, diante de tantas opções, bate sempre aquela dúvida: "Será que estou fazendo a escolha certa?". E mesmo quando acertamos, sempre nos indagamos como seria nossas vidas se tivéssemos escolhido outros caminhos.

sábado, 15 de agosto de 2015

[Sinopse] "A Regra do Jogo", por João Emanuel Carneiro


      No jogo da vida, quais são as regras pra você?


       De João Emanuel Carneiro, com direção de Amora Mautner, "A Regra do Jogo" estreia no próximo dia 31, substituindo "Babilônia" no horário das 21h, da Rede Globo.

      Autor de novelas de sucesso - "Da Cor do Pecado" (2004), "Cobras & Lagartos" (2006), "A Favorita" (2008) e "Avenida Brasil" (2012) -, João Emanuel Carneiro tem uma difícil missão pela frente: repetir ou superar o sucesso de "Avenida Brasil" e trazer de volta a audiência e o prestígio ao horário nobre da emissora, que ficaram em baixa com a rejeição sofrida por "Babilônia".

      Muito mais do que números, o autor precisa apresentar uma história que seja bem desenvolvida e que ganhe a simpatia do público. E Carneiro tem capacidade de sobra pra isso, que somada com a direção criativa e inovadora de Amora promete ser um grande sucesso.

[Trilha Sonora] "I'm Not the Only One" - Sam Smith

       "Babilônia" se aproxima de seu fim e não poderia deixar de comentar sua ótima trilha sonora.

     Para a novela de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, foram lançados dois volumes, compostas por músicas nacionais e internacionais. Essa combinação vem sendo bastante recorrente nas trilhas sonoras de novelas.

      Entre os dois CD's lançados, confesso que gostei muito mais do segundo volume. Além de seu repertório ter me agradado mais do que o primeiro, ainda tive a felicidade de ver Sophie Charlotte, que interpreta a doce Alice, na capa. 

        A faixa que mais se destacou nesse álbum pra mim foi a música internacional "I'm Not the Only One", do cantor Sam Smith. É o tema do casal Beatriz (Gloria Pires) e Diogo (Thiago Martins). Uma das cenas mais marcantes foi no casamento de Diogo com Gabi (Kiki Vaz), onde Beatriz faz de tudo para impedir a união, mas nada adianta e ela sofre ao ouvi-lo dizer "sim". A cena foi uma das melhores da novela, onde Gloria Pires se entregou ao sofrimento da personagem de forma excepcional! Tudo isso ao som dessa belíssima música*. Ponto positivo para a direção de Dennis Carvalho!


*Você pode conferir a cena da novela, clicando aqui.


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

[Top 5] Os melhores "Quem matou?" de Gilberto Braga

"Quem matou Murilo?" entra pra lista de mistérios do universo de Gilberto Braga

     Se tem um autor que gosta de utilizar o recurso "Quem matou?" em suas obras é o Gilberto Braga. Muitas pessoas podem achar que se trata de algo ultrapassado, sem criatividade, etc. Mas acho que com o autor de "Babilônia" isso funciona como estilo mesmo. 

     E falando na novela das nove, um enigma promete agitar os próximos capítulos de "Babilônia". Murilo (Bruno Gagliasso), será assassinado durante a festa de aniversário de Alice (Sophie Charlotte). Depois do personagem aprontar muitas para cima de vários personagens, suspeitos é que não vão faltar para essa lista!  E para entrar no clima, selecionei os 5 melhores mistérios criados pelo autor*. Confira:

*Contém spoilers

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Novela "O Rebu" é lançada em DVD

Uma noite de glamour, ambição e morte.


     Superprodução da Rede Globo em 2014, "O Rebu" acaba de ser lançada em DVD. A novela é de autoria da dupla George Moura e Sérgio Goldenberg (que também foram responsáveis pelas excelentes minisséries "O Canto da Sereia" e "Amores Roubados"), com direção de José Luiz Villamarim. Exibida no horário das 23 horas, em 36 capítulos, "O Rebu" é uma nova versão da novela escrita por Bráulio Pedroso, que foi ao ar na extinta faixa das 22 horas, em 1974/75.

     Ovacionada pela crítica, "O Rebu" contou com um grande elenco, sendo estrelada por Sophie Charlotte, Patrícia Pillar, Tony Ramos, Daniel de Oliveira e Cássia Kis Magro.

     Pessoalmente considero "O Rebu" como a melhor novela de 2014. Fiquei tão satisfeito com tudo que vi, que ela acabou entrando para a lista das minhas novelas preferidas. E fiquei muito contente com seu lançamento em DVD; o mês de agosto começou com o pé direito!


O box de "O Rebu" contém 6 discos com 16 horas, aproximadamente.




Sinopse


     Uma luxuosa recepção é interrompida quando um corpo é encontrado boiando na piscina. E uma coisa é certa: o assassino está entre os convidados, todos eles da alta sociedade. Feita para comemorar seu sucesso nos negócios, a festa pertence à bela empresária Angela Mahler (Patrícia Pillar). Ela divide os holofotes com Duda (Sophie Charlotte), sua “filha do coração”, e o empreiteiro Braga (Tony Ramos), seu parceiro comercial com quem tem sérias divergências.

     O clima de celebração é ameaçado pela chegada de Bruno (Daniel de Oliveira), um jovem ambicioso que, não só se envolveu com Duda, como tem acesso a importantes informações das empresas de Angela e Braga e sabe que pode usar esse poder para conseguir o que quer. 

     Entre os convidados, são vários os que têm assuntos escusos a resolver: traições, segredos, jogos de interesses. E o evento acaba reunindo inimigos mortais sob o mesmo teto, como um barril de pólvora prestes a explodir.

     Inesperadamente, o corpo de Bruno é encontrado e o que era uma festa vira cena de um crime sórdido. Começa então uma frenética caça ao assassino na investigação comandada pelo delegado Pedroso (Marcos Palmeira) e por Rosa (Dira Paes), seu braço-direito. Presos dentro da casa e sob a mira dos investigadores, todos os convidados são suspeitos. Quem estará por trás desse mistério?


sábado, 1 de agosto de 2015

[Trilha Sonora] "Thinking Out Loud" - Ed Sheeran

O casal Mari e Benjamim ilustram a capa da trilha sonora
     "I Love Paraisópolis", atual novela das sete, reúne histórias e personagens que conquistaram o telespectador. E tal fato reflete na boa audiência da comédia romântica, escrita por Alcides Nogueira e Mário Teixeira.

     Além das qualidades da produção, a trilha sonora de "I Love Paraisópolis" reúne temas que combinam muito com todo o universo da novela.


    Entre as faixas do primeiro volume, a música internacional "Thinking Out Loud", cantada por Ed Sheeran, é a que mais se destaca. O sucesso eternizou o romance do casal Mari (Bruna Marquezine) e Ben (Maurício Destri) de tal forma que, pra quem não conhecia a música antes da novela, é impossível não lembrar dos protagonistas ao ouvir a canção.



quinta-feira, 30 de julho de 2015

É prudente criar expectativas sobre "A Regra do Jogo"?


     Desde quando a bandeira do Divino F. C. congelou acompanhada da palavra "Fim" na cena final do último capítulo de "Avenida Brasil" (2012), o público se viu órfão da novela e desde então nenhuma outra fez tanto sucesso no horário quanto a novela de João Emanuel Carneiro. Agora, o prestigiado autor já se prepara para apresentar uma nova história, com estreia prevista para agosto: "A Regra do Jogo". E nas redes sociais é possível perceber que há uma grande expectativa para sua estreia. Até agora pouco se sabe sobre a trama, mas a rejeição do público por "Babilônia" tem contribuído para que os telespectadores anseiem pelo fim da atual novela das nove.

      Criar grandes expectativas sobre qualquer coisa pode ser perigoso. Se não superá-las, pode se decepcionar - e muito! Como é o caso de "Babilônia", que prometia ser a novela do ano, mas, infelizmente, os autores se perderam e o resultado... bem, não precisa nem dizer, né?

      Mas se tratando de João Emanuel Carneiro fica difícil não se empolgar. Afinal, todas as novelas que ele escreveu até hoje fizeram enorme sucesso. E o cara é um gênio! Sabe contar histórias e criar personagens que arrebatam o público. Além do fenômeno mundial "Avenida Brasil", tivemos "A Favorita" (2008), "Cobras & Lagartos" (2006) e "Da Cor do Pecado" (2004). Embora o autor tenha um excelente currículo, acho mais sensato não criar expectativas tão exageradas sobre "A Regra do Jogo". Pelo menos é isso que prefiro fazer. Se ela for tudo isso que está prometendo, é melhor que eu me surpreenda.

     Com Alexandre Nero, Vanessa Giácomo, Giovanna Antonelli e grande elenco, "A Regra do Jogo" tem a direção de Amora Mautner e estreia prevista - e muito aguardada - para o fim de agosto. Confira o teaser:

quarta-feira, 29 de julho de 2015

[Top 5] As 5 novelas de Cassiano Gabus Mendes que mais quero assistir


     Hoje, 29 de julho, seria o aniversário de um dos maiores novelistas que a teledramaturgia brasileira já teve: Cassiano Gabus Mendes. E não é preciso ter assistido suas novelas - como é o meu caso - para saber o quanto suas obras tiveram grande importância para a história da telenovela brasileira.

     Cassiano nasceu em São Paulo, em 1929. Filho do radialista Otávio Gabus Mendes, ele cresceu frequentando emissoras de rádio. Seu primeiro contato com a televisão foi na fundação da TV Tupi, em 1950, quando ele foi convidado para ser diretor artístico da emissora. Em 1968 revolucionou a telenovela brasileira ao desenvolver o argumento da novela "Beto Rockefeller", escrita por Bráulio Pedroso, uma trama moderna que focava no cotidiano de seus personagens, algo muito próximo da vida do telespectador. E foi nessa novela que o talento de Luiz Gustavo - que interpretava o personagem-título - foi revelado como ator. Cassiano e Luiz Gustavo eram cunhados na vida real e trabalhariam juntos futuramente. Cassiano também é pai dos atores Tato e Cássio Gabus Mendes.

     Em 1976, Cassiano chegou à Rede Globo escrevendo a primeira versão da novela "Anjo Mau". O sucesso foi tão grande que ele não saiu mais de lá, sendo responsável por grandes sucessos, como "Locomotivas" (1977), "Te Contei?" (1978), "Marron Glacé" (1979), "Plumas & Paetês" (1980/81), "Elas por Elas" (1982), "Ti Ti Ti" (1985), "Brega & Chique" (1987), "Que Rei Sou Eu?" (1989), entre outras.

      Pesquisando sobre a vida e a obra de Cassiano, é possível perceber que ele foi um mestre da criatividade e versatilidade. Cassiano nos deixou em 18 de agosto de 1993, mas suas histórias marcaram muitas gerações e até hoje povoam no imaginário dos telespectadores. Por isso, o Top 5 de hoje é com as novelas de sua autoria que pretendo assistir, se tiver oportunidade. Confira: